Au Pair

Como eu vim parar nos Estados Unidos?


”Seja forte e corajoso” é a frase que mais se repete nos meus pensamentos. Eu, Thais Campbell, 26 anos, casada e vivendo o melhor da vida em San Francisco, na Califórnia.

Foram tantas coisas que aconteceram desde o meu último blog (O NOVA FASE CAMPBELL, alguém era dessa época? haha), tenho sede em voltar a escrever e compartilhar pensamentos que passam nessa montanha russa que é a minha mente. Quem sabe isso pode inspirar outras pessoas, né? Nunca saberei se eu não tentar.

Era o ano de 2016, eu sabia que era o meu último ano da faculdade e eu tinha que tomar algumas decisões na minha vida. Em todos os aspectos, financeiro, amoroso, familiar e profissional. E no mês de fevereiro daquele ano, eu decidi: iria ser au pair nos Estados Unidos. Eu já sabia bastante sobre o intercâmbio de au pair pois trabalhei em uma escola de idiomas que oferecia esse ”produto” para os alunos.

Passei dias e dias assistindo vídeos no YOUTUBE sobre o programa, entrei em grupos no facebook para entender melhor como era o dia a dia das meninas (e meninos também, mas não tão comum) nos Estados Unidos com as famílias.

Afinal, o que é o programa de au pair?

Resumidamente, é um intercâmbio para pessoas de 18-26 que vão para os Estados Unidos cuidar de crianças entre 1 ou dois anos (vou fazer um post mais detalhado no futuro para quem tiver dúvida!).

Só de lembrar como foi o processo para conseguir o ”match” (match é quando a família nos Estados Unidos quer que você seja au pair deles), a frase ”seja forte e corajoso” faz total sentido.

No auge dos meus 22 anos, sonhava como seria essa experiência, cada entrevista online com as famílias era um misto de emoções (ansiedade, nervosismo, felicidade, insegurança, alegria). Eu sabia que tudo ia dar ”certo”, mas o medo também estava lá (pensamentos como: ”aaa e se eu não conseguir fazer amizades? aaa e se eu não conseguir me expressar direito? aaa e se o meu namorado me largar? – essa última perguntando, aconteceu! haha – aaa e se eu fizer merda?).

Na real sempre vai acontecer ”merda” e também maravilhas nas nossas vidas, a gente tem é que TENTAR e se jogar. Fácil falar mas difícil fazer né?!

E o que eu posso falar para a Thais de 2016? Obrigada por ter tomada essa decisão, hoje em dia você mora na cidade dos seus sonhos. Você aprende a ser corajosa todos os dias. Você deu o primeiro passo para realizar o seu maior sonho, no ano de 2021. Seja sempre a sua melhor amiga, Thais.

5 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »
Share via
Copy link
Powered by Social Snap